segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

Litério rasgou o embrulho e destruiu a prenda do CDS

Em época de Natal, CDS-PP de Anadia e Litério Marques (Presidente da Câmara e social democrata) trocaram prendas, ou melhor, o CDS-PP deu uma prenda a Litério acusando-o de dar prendas aos anadienses. Litério não gostou, rasgou o embrulho e destruiu a prenda, diz a malta do CDS-PP.
Parece confuso? Pois parece. Mas vamos aos factos. Se há sinais de desmorenamento da coligação CDS-PSD a nível nacional, esses sinais são mais do que óbvios a nível local (e há mesmo quem acredite que este diferendo de Anadia pode derrubar o Governo, mas isso são outras contas). Por Anadia o CDS-PP entende que Litério Marques deu aos anadienses neste Natal uma dívida astronómica e vai daí espalhou cartazes pelo concelho a anunciar a boa nova.
Litério não demorou e vai daí manda retirar o lixo de alguns locais estratétigos. Numa acção de "toca a limpar" porque o Natal estava à porta, o autarca fez limpeza geral e, por coincidência, apanhou uns cartazes manhosos do CDS-PP e levou-os para os aramazéns da Câmara, quem sabe para aproveitar a estrutura (e ainda o chamam de gastador) e colocar cartazes de despedida para Outubro próximo ou, quem sabe, para ajudar o seu sucessor (já acredito em tudo) com frases do tipo: "Votem no meu amigo Zé para verem como é que é" ou "Vou ter que ir embora e deixar o poleiro mas mal por mal votem no Zé Ribeiro".    

quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

Turismo deslocalizado em Águeda

Ficar hospedado num hotel no centro de Águeda e ter uma vista privilegiada para o Rio Vouga é coisa quem nem ao diabo lembra. É assim como estar no Cais das Colunas, em Lisboa, e conseguir mirar embarcações no Guadiana.

A malta da promoção turística através de vouchers devia comprar um GPS (aproveitando um voucher da concorrência)  e depois fazia a coisa em condições, para não baralhar os turistas.

Bem, valha-nos os 45 por cento de desconto.

segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

Se for ao médico a Anadia deixe gorjeta

 
Como manda o espírito natalício vamos ajudar quem mais precisa. E olhem que os médicos contratados para o Hospital de Anadia vão mesmo precisar de ajuda dos seus pacientes para continuar na profissão.
 
Há quem diga mesmo que há clínicos a deixar a profissão e a enveredarem pelas tarefas de limpeza nos hospitais, já que o ordenado apresenta-se bastante superior.
 
Desta vez não é brincadeira, a RTP fala aqui do assunto. Vejam!!! 

quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

Incitamento à nudez no concelho de Anadia

Ao percorrer o nosso território vinhateiro volta e meia deparamos com avisos, uns mais esquisitos que outros, que nos chamam a atenção. Desta feita, numa freguesia de Anadia, precisamente em Amoreira da Gândara, deparei com um megacartaz numa das rotundas da freguesia, que numa leitura rápida sugere um apelo à nudez, mas só depois confirmamos que não se trata nada disso, até porque o autor é um dos quatro envangelistas... e por isso não estou a ver Mateus a sugerir tal coisa a quem passa por aquela freguesia bairradina.
 
Mas depois de pensar neste Natal sem subsídios, com cortes aqui e ali e com mais cortes no horizonte, vi que tal cartaz é uma versão católica daquela que foi apregoada aqui há uns anos por um líder político, que dava conta que o país estava de tanga, pois mas já foi há uns anos, imaginem como está agora. Cuidado com a falta de roupa, pois se no caso dos dedos podem ir os anéis, no resto do corpo nao é bem assim. 

segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

Um toque de Bairrada no 5 para a Meia Noite

 
Um símbolo muito bairradino a cinco minutos da "hora nobre" do canal 1 da RTP.
 
Vi, gostei e registei. Obrigado Nuno Markl.

quinta-feira, 22 de novembro de 2012

Senhora bêbeda foi multada por comer bombons

Uma senhora do concelho de Oliveira do Bairro abusou da ingestão de bombons "Mon Chéri" e foi apanhada pela GNR com uma taxa superior a 2.00 g por litro, tendo como pena o pagamento de uma multa de 450 euros e a inibição de conduzir pelo prazo de meio ano.
 
A notícia, avançada pelo Jornal da Bairrada - e que pode ser lida aqui na íntegra - dá conta deste fenómeno alcoólico de uma senhora residente na Palhaça (curiosamente e pouco abonatória da sua defesa) na Rua Fonte Bebe e Vai-te.
 
Terá sido no mínimo suis generis o julgamento desta senhora que foi para a casa da justiça dar conta da sua paixão para com estes bombons alcóolicos, num dia em que parece ter acordado para ingerir o licor de várias embalagens, distribuindo pelo filho menor a casca de chocolate externa, num processo parecido com "beber bombons" tipo a Ginga de Óbidos mas na variante de copo de vidro, pois a paixão da senhora é pelo licor dispensando o copo comestível de chocolate.
 
Risada geral era, no mínimo, a pena acessória mais indicada para esta senhora pouco criativa, que podia ter feito a coisa com mais realismo e menos vergonha, que podia ter declarado ter sofrido tamanha taxa alcoólica por efeito de contágio depois de um beijo apaixonado do marido quando este chegou a casa depois de um almoço bem bebido.
 
Entretanto, o Bairradices sabe que a vítima vai recorrer da decisão do tribunal, sutentando a sua fragilidade para com as guloseimas, uma vez que no seu historial clínico tem já o registo de dois comas alcoólicos, o último dos quais em Julho passado, na Praia da Vagueira, quando ingeriu três Bollycaos e duas latas de Sumol Limão.
 
Na Bairrada não se brinca e quando a mais fina das senhoras tem um desejo, logo é realizado, do género:
- Ambrósio apetecia-me algooo...
- Compreendo senhora, tomei a liberdade de ir à adega e trazer um bagaço, outra vez.
- Bravo... hic, hic... Ambrósio!!!  

quarta-feira, 21 de novembro de 2012

M...dices no Bairradices

Na falta de rasgo para melhor assunto apresento-vos uma pérola extraida de uma rede social, preconizada por uma bairradina que apesar de estar longe da sua terra natal, de uma freguesia do concelho da Mealhada, não se esqueceu da sua lingua mãe e de todas as suas virtudes linguísticas.
 
Desculpem os traços vermelhos mas o Bairradices não fomenta a violência escrita, nem outras e preserva os autores quando de maravilhosas obras literárias se trata.

terça-feira, 13 de novembro de 2012

Serranos não... ferroviários!

A Pampilhosa, freguesia do concelho da Mealhada, tem mostrado o seu potencial futebolístico além fronteiras e tem feito história por onde tem passado, apesar das insistentes gafes jornalísticas que teimam chamar Pampilhosa da Serra àquela que na verdade é Pampilhosa do Botão.

A coisa já é antiga e sempre que acontece alguma coisa por aquelas paragens lá vem um iluminado pivot de informação ou um jornalista desportivo a dar um ar de graça e quando vê algo escrito apenas com o nome de "Pampilhosa" sente-se logo no direito de enriquecer a informação juntando-lhe o "Da Serra".

Ao longo dos anos a insistência das gafes é proporcional à vontade do povo daquela freguesia bairradina de alinhar a sua terra no mapa, dando orientações geográficas aos desnorteados jornalistas.

Bem, mas isto tudo vem a propósito do jogo da próxima sexta-feira, que vai colocar o Pampilhosa em jogo com o Braga para a Taça de Portugal, coisa que logo a seguir ao sorteio fez subir à tona da imprensa nacional que o Braga ia jogar a Pampilhosa da Serra... pois claro.

Para evitar confusões, o Braga afinal não joga em Pampilhosa da Serra nem em Pampilhosa do Botão. Vai jogar na Mealhada e ponto final e acabaram-se as confusões.

A propósito destas trocas de serranos por ferroviários, as gentes de Pampilhosa, também num jogo para a Taça de Portugal, frente ao Sporting, deram uma lição de geografia à imprensa nacional, mas pelos vistos não valeu de nada... continua tudo desnorteado.

Recordemos aqui, graças às fotos do grupo de amigos da Pampilhosa no Facebook, o momento do jogo frente ao Sporting com o Pampilhosa em alta por exibir no início uma tarja que dizia nunca ter perdido frente ao Sporting (cá para nós, se fosse hoje... não sei não, a tarja podia voltar a Alvalade). O Braga também nunca perdeu na Mealhada e o Pampilhosa também nunca perdeu com o Braga na Mealhada. Vamos ver o que dá o jogo na sexta-feira e esperar que os jornalistas nacionais apareçam pela Mealhada e não lá para os lados de Pampilhosa da Serra, senão arriscam-se a acompanhar um treino do grupo desportivo pampilhosense ao invés de assistirem à vitória do Futebol Clube da Pampilhosa frente ao Braga.     
     

quinta-feira, 8 de novembro de 2012

Vinho Bairrada com toque de pornografia

O conhecido produtor bairradino Luís Pato e a Quinta do Pôpa associaram-se para criar uma raridade vinícola com os dois sugestivos nomes de "TREPA" e "PAPO", colheita de 2008.
 
Na génese dos nomes está, per si, um bacanal vinícola, uma vez que este néctar resulta da combinação de duas castas autóctones da região do Douro e da Bairrada, respectivamente: Tinta Roriz e Baga, proveniente da vinha Pan.

Um vinho que começou por se chamar ‘TRePA’, nome que existe actualmente para comercialização no mercado internacional, e passou a chamar-se ‘PaPo’ em Portugal. Ou seja lá para fora trepa e aqui papo.
 
Sem querer fazer mais ligações entre vinho e outras coisas (o Baco é que sabia da coisa) parece que o Pato queria o Papo e vai daí Trepa virado a Tabuaço e consegue o casamento com o Pôpa e para os especialistas o resultado não foi nada mau.
 
Já imaginaram este vinho servir de rampa de lançamento para situações mais ousadas, do tipo vai uma TREPA ou ficamos pelo PAPO. E porque não juntar ambos... fica a sugestão.  
Agora mais a sério, a história deste vinho começou em 2007 quando o enólogo Luís Pato aceitou o convite para integrar a equipa da Quinta do Pôpa. Como sonhava em desenhar um vinho que juntasse o melhor do Douro com o melhor da Bairrada, Pato desafiou a Quinta do Pôpa a fazer um vinho único. O resultado está aí.
 
Para aqueles que podem TREPAr sem ter alguém que lhes aperte o PAPO, este vinho encontra-se à venda pelo preço de 22 euros e encontra-se disponivel em garrafeiras, lojas seleccionadas e na restauração.

terça-feira, 6 de novembro de 2012

Empreendedorismo bairradino

Esta foto, captada numa freguesia de um concelho bairradino, precisamente em Mamarrosa (Oliveira do Bairro), mostra a abertura dos bairradinos às novas formas de comunicação empresarial.

De uma forma simples, concreta, concisa, ilustrada, explicativa e eficaz o produtor promove o seu néctar à porta de casa, fazendo lembrar uma frase célebre de Mark Twain: «Muitas coisas pequenas foram transformadas em grandes pelo tipo certo de publicidade».

quarta-feira, 24 de outubro de 2012

Assaltos em tempo de crise

Um ladrão solitário, um cliente solitário e um funcionário do banco solitário. Estes foram os ingredientes de mais um assalto a uma entidade bancária na região, no passado dia 19, em Pampilhosa (Mealhada).
 
O crime aconteceu no balcão do Crédito Agrícola e revela as dificuldades que o país atravessa a vários níveis, ou seja, os ladrões são solitários e já não há quadrilhas, os clientes são poucos e já não fazem fila nas caixas e os funcionários são cada vez menos... e pior ainda é que se o meliante solitário fosse à hora do almoço corria o risco de não levar a cabo o assalto, já que há balcões que fecham para almoço. É verdade (!!!) há bancos que fecham para almoço.

Enfim, coisas da crise, em modo transversal... afecta todos.

segunda-feira, 15 de outubro de 2012

Vinho Bairrada fez estragos no sábado


Vieira e Moniz na Bairrada
Foto- Paulo Novais/Lusa
Ainda não está confirmado mas, ao que tudo indica, um vinho bairradino (Baga 2007) terá feito estragos na noite do passado sábado, em Anadia, ao ponto de levar Luís Filipe Vieira a anunciar a recandidatura à presidência do Benfica. Mas o néctar bairradino acabou por fazer mais baixas, entre elas José Eduardo Moniz, que anunciou a sua intenção de ser o homem forte, o braço direito, o vice-presidente do Benfica, disponibilizando, igualmente, os préstimos da esposa para liderar a claque feminina do clube da Luz.

Entretanto o Bairradices soube que estes ilustres benfiquistas terão sido avisados por um não menos ilutrse benfiquista bairradino habituado a estas lides (o anadiense Tony) que terá transmitido a estas vítimas do efeito etílico que a baga, consumida em estado líquido e sem moderação, faz estragos, rezando a história que só um bairradino consegue domar esta casta, o não menos benfiquista (a julgar pelo bigode farfalhudo) Luís Pato, que para o mundo vinícola é considerado o domador daquela arisca e atrevida casta.
 
Filipe Vieira veio à Bairrada e anunciou a boa nova (?) e Moniz parece que vai ter um futuro enorme na gestão do clube, pois começou por onde muitos acabam: Falar mal da arbitragem.

quarta-feira, 10 de outubro de 2012

Saúde ainda não está embriagada na Bairrada

Não seria de estranhar ver um cartaz deste tipo numa unidade de saúde de uma região vínicola como a nossa. A foto é engraçada e acho que não foi captada na Bairrada mas mostra o estado de embriaguez para onde caminha o Serviço Nacional de Saúde, ou melhor se fosse um dos efeitos da bebedeira não ficaríamos nada mal, aquele em que se vê a dobrar, quando o que temos visto é cortar.
 
O melhor é mesmo juntar médicos, enfermeiros, pacientes e doentes na adega e beber, beber, beber na esperança de encontrar assim alguma cura milagrosa, quer para a doença quer para o Estado. 
 
Não é à toa que se diz que um copo de vinho faz bem à saúde. Com os problemas nas farmácias e com medicamentos em falta, eis aqui uma solução, abrindo aos pacientes as adegas dos hospitais. 

quinta-feira, 4 de outubro de 2012

Santos e Santas em vias de extinção

A Bairrada é rica em festividades religiosas, teimando manter a tradição a este nível, mesmo quando o Santo ou a Santa em causa parecem mais ficção que outra coisa, nos tempos que correm, pois alguém lembrar-se de manter uma homenagem a uma Nossa Senhora das Virtudes quando tal desiderato é "espécie" em extinção, é mesmo teimosia.
 
Quando valores, virtudes e qualidades do ser humano e da sociedade são, cada vez mais, coisas do passado, será que vale a pena manter uma Santa para homenagear algo raro? Só se for para fazer a malta pensar no assunto e inverter hábitos e condutas. Aí sim.
 
Esta festa da Malhada (Mamarrosa - Oliveira do Bairro) saiu à rua mais um ano para cumprir a tradição. E por falar em tradição, a festa em causa homenageou a Arepa e a Empanada (muito tradicionais, tipo como comer um prato de rojões no cume do Kilimanjaro).
 
E vivam as festas, com ou sem santo, com ou sem fajitas... haja foguetes e música erudita de k7 de feira.     

quinta-feira, 27 de setembro de 2012

Bairradinos porcos e maus

Depois do famoso Angry Birds, aquele jogo para telemóvel que punha a malta a atirar pássaros com uma fisga para matar porcos, saiu hoje (dia 27) uma nova versão deste pedaço de entretenimento móvel, em que são os porcos que mandam no cenário.

Depois da humilhação do primeiro jogo, com pássaros soberanos a dizimar varas e varas de porcos, vários foram os movimentos internacionais em defesa do amiguinho cor-de-rosa com focinho de tomada. A Bairrada associou-se ao protesto, assim como os alentejanos do Porco Preto, na luta para dignificar a posição do porco na cadeia alimentar, não deixando que um frango ou uma codorniz qualquer estivessem na origem do extermínio do rei da pocilga.
O protesto deu os seus frutos e qual é o espanto que já  a partir desta esta quinta-feira os viciados no Angry Birds podem já jogar o Bad Piggies (Porcos Maus), que já está disponível para iPhone, Android e Mac.

Agora sim, os porcos deixam de roubar os ovos dos pássaros para construírem carrinhos e traquitanas que lhes permitem explorar a ilha onde vivem.

Li aqui que com este lançamento, a Rovio Entertainment espera conquistar tantos fãs como com Angry Birds e obter receitas semelhantes aos 4,6 mil milhões de euros alcançados com o primeiro jogo, ou seja, não é necessário desvalorizar o porco para continuar a facturar milhões.

quarta-feira, 26 de setembro de 2012

Alcoólicos (pouco) anónimos de Vilarinho do Bairro

Dei de caras um dia destes - e sem querer - com um invulgar convívio. Um grupo de homens, mulheres e crianças divertiam-se, comiam e bebiam  no parque de merendas da Lagoa de Torres, sob uma tarja que indicava que aquele evento era promovido pela Liga de Alcoólicos de Vilarinho do Bairro... simmmm, era aquela malta, que até criou uma página no Facebook aqui para dar conta das suas iniciativas etílicas e para mandar umas larachas para a própria comunidade alcoólica, do género "A gasolina está mais cara que a cerveja, beba mais e conduza menos".

Inicialmente atónito com a razão que liga estes convivas e que até leva à organização de almoçaradas, percebi depois que este grupo do emborcanço de sumo de uva e derivados do concelho de Anadia está a impulsionar a economia local e e a levar à letra o slogan "beba o que é nosso".

De forma pouco anónima, estes alcoólicos de Vilarinho do Bairro estão imparáveis e até fazem inveja a baco com estas orgias vínicas que vão promovendo.

Mas quem será que conduz no fim da festa? É melhor ter em carteira sempre alguém que não tenha as quotas em dia para fazer o transporte dos convivas, sob pena da Liga passar a ter um nome mais complexo, do tipo: Liga dos Alcoólicos de Vilarinho Bairro com carta de Condução Apreendida" ou mesmo, numa solução mais amiga do ambiente "Liga dos Alcoólicos apeados de Vilarinho do Bairro".     

quinta-feira, 20 de setembro de 2012

O espírito conquistador da Bairrada

Está nos genes dos portugueses, em geral, e dos bairradinos, em particular, a natural propensão para a conquista. Foi isto que nos levou Mundo fora na colheita de pedaços de terra, por aqui e por ali, até chegar ao ponto, actualmente, de não ter quase nada nesta esfera mundial, mas isso é outro assunto.

Este intróito que aqui deixo tem a ver com a acção da Rota da Bairrada, que não deixa de piscar o olho a Aveiro e Coimbra chamando a estas duas cidades território Bairrada, sabendo-se que estes dois concelhos (e não cidades) têm ligações bairradinas através de duas freguesias (Souselas, em Coimbra, e Nossa Senhora de Fátima, Aveiro). O ramalhete não fica mal não senhor e por isso toca a "conquistar" duas universidades, um conjunto vasto de património e muitos outros galhardetes, fazendo quase acreditar que a Bairrada (tal qual ela é na realidade) não tem grande valor... mas turisticamente vale a pena piscar o olho e abrir mais os braços.

Deixo aqui o vídeo promocional da Rota da Bairrada e das suas conquistas, mas deixo também uma nota de apelo à humildade para que esta associação e demais bairradinos não tenham medo de mostrar o que realmente possuem, pois riqueza não falta ao nosso território sem que seja necessário pedir montras e expositores aos vizinhos.

Convenhamos que tanto as Dunas de S. Jacinto como as festividades da Rainha Santa de Coimbra (ambas e valor assinalável no panorama nacional) pouca identidade têm com a Bairrada.

Não deixa de ser interessante o vídeo promocional, pecando, no entanto, pelos exageros das imagens daquelas duas cidades que nada têm de bairradino. Viver além das possibilidades e dos horizontes é coisa do passado, muito mais quando a factura desses erros é coisa do presente e do futuro.

De resto, na essência bairradina tal qual aquela que conhecemos, o trabalho está maravilhoso. Parabéns!!!

   

terça-feira, 18 de setembro de 2012

Contributos da Bairrada para "matar" a crise - Parte VII

Não estive lá mas já me disseram que foi um sucesso. A ideia foi transformar tarecos e monos em tostões, assim tipo um OLX mas menos virtual. 

Sangalhos está na vanguarda das pechinchas e a provar isso levou a efeito um certame da especialidade. Com a crise que paira no ar, vai valendo este rasgo de oportunidade para combater as despesas do dia-a-dia. Uma boa ideia, muito bairradina.

terça-feira, 11 de setembro de 2012

Tratamento revolucionário para enxaquecas chega à Bairrada

A ideia parece que foi trazida por um dos muitos empresários bairradinos que numa das muitas missões empresariais a países africanos presenciou um tratamento inovador e revolucionário para as enxaquecas, nevralgias e ressacas de toda a espécie e feitio.

O Bairradices sabe, desde já, que a prática desta cura tradicional (de deixar o professor Mambo a léguas) está a ser feita, embora timidamente, por algumas zonas da Bairrada.

Não sabemos, cientificamente, se o método está a resultar mas há quem afiance que tamanha dádiva da medicina alternativa não se fica só pelos efeitos ao nível do sistema nervoso central ou do foro encefálico, pois parece que a cura está  fazer efeitos ao nível da obstipação, vulgar prisão de ventre, ou mais vulgar ainda, intestino preso.

Não há dúvida que um tratamento destes faz qualquer um largar tudo o que tem em excesso. 

Avisamos os internautas mais sensíveis que as seguintes imagens podem desencadear dores no ventre... de tanto rir.    

quinta-feira, 6 de setembro de 2012

Chineses compram clube da Bairrada

O Bairradices está em condições de avançar que um grupo empresarial chinês - ligado à produção e comercialização de Lichias sem caroço - acaba de comprar o Pampilhosa Futebol Clube, clube do concelho da Mealhada, que este ano milita na 2ª divisão nacional.

Ainda não há declarações das duas partes mas o Bairradices sabe que o tal grupo asiático, sabendo da relação do futebol português com a fruta, decidiu investir em Portugal para aliciar os árbitros com a sua fruta fresca, rara e sem caroço. Há quem diga mesmo que Zin lambupé, o patrão do grupo, terá dito que "para Portugal vão as lichias mas para a China 'vai vir' charters de euros".

Para os mais incrédulos, aqui fica o endereço do novo site do clube para confirmarem o preço da fruta e o plantel do clube para esta temporada: www.fcpampilhosa.com/   

sexta-feira, 31 de agosto de 2012

Engenheiro assassino já pode respirar no quintal

Fiquei a saber esta semana, aqui, que o "famoso" e "corajoso" engenheiro da Mamarrosa (Oliveira do Bairro) que matou o ex-genro, conseguiu, através do seu advogado uma alteração à "penosa" medida de coacção a que foi sujeito.

Para além de ter ficado em prisão domiciliária, com pulseira electrónica, depois de todo o país ter visto um vídeo esclarecedor sobre a sua "corajosa" atitude, o senhor engenheiro, que privou o ex-genro e pai da neta do ar suficiente para viver, conseguiu agora autorização judicial para vir ao quintal apanhar ar duas vezes por dia. Com sorte, qualquer dia, consegue autorização também para encontros de caça no quintal ou de tiro ao alvo.



    

segunda-feira, 27 de agosto de 2012

Evidências... também bairradinas

"Férias é coisa do passado, a moda agora é trabalhar no feriado".
 
Suspeita-se que o autor da frase seja um bairradino de regresso de férias e com vontade de voltar para a "ilha".

segunda-feira, 20 de agosto de 2012

Êxito de Verão com cheiro a Bairrada

Na falta de melhor inspiração em tempo de Verão, deixo-vos aqui um forte candidato a hit de Verão. O artista chama-se Luís Jorge e inspirou-se num veículo produzido na Bairrada, em Anadia, nos tempo das vacas gordas. É lindooooooo.

A propósito, o artista usa uma Sachs V5, daquelas que podem transportar até cinco pessoas, como diz a velha anedota. Boas Férias.  


domingo, 12 de agosto de 2012

Scooter de Anadia não pagou portagem na A22

Um bairradino de Alféloas (Anadia) recebeu uma carta no passado dia 2 de Agosto, da empresa Via Livre, para que procedesse  ao pagamento de uma portagem na ex-SCUT do Algarve, A22, em Loulé, no valor de 3,29 euros. 

Coisa perfeitamente normal se em causa não estivesse a matrícula de uma scooter, sim uma motorizada, veículo expressamente proibido de circular nas auto-estradas. Mário Sousa, o bairradino em causa, não tem qualquer carro e pelos vistos as únicas voltas que faz é para ir ao centro da cidade pagar a luz e ao Continente, volta e meia, comprar uns bifes para o almoço.

Mais ainda. O bairradino que a malta das portagens quer chatear não estava em Portugal naquela data (9 de Fevereiro de 2012) estando em Londres, mal sabendo que a sua scooter tinha ganho vida na sua ausência e teria ido dar uma volta aos "Algarves".
  
“Penso que antes de enviar a carta a pedir-me o dinheiro, a empresa devia ter confirmado se a matricula correspondia mesmo a um carro ou a uma motorizada”, disse o amigo Sousa ao jornal Região Bairradina.

quinta-feira, 9 de agosto de 2012

Apanhados de Verão na Bairrada

Ora aqui está um exemplo de uma "seita", quiçá pouco católica, mas com milhões de fiéis e seguidores. É mais um apanhado de Verão numa estação de caminho-de-ferro do nosso território vinhateiro e aleitãozado.  

terça-feira, 7 de agosto de 2012

Vestígios da privatização da PT na Bairrada

Volvidos quase 12 anos sobre a 5ª e última fase de privatização da PT, ainda é possível ver na Bairrada alguns vestígios dessa mega operação que culminou (?) com a criação de uma SGPS... ou será que aquele poste é respeitante à parte das acções do Governo ou de um outro accionista que precise urgentemente de vender património. Seja como for, vão-se os postes ficam os fios... a fibra e o wireless.

*O poste e a placa em questão foram fotografados algures no concelho de Oliveira do Bairro. O instante foi enviado por um leitor do Bairradices, que desde já agradecemos o gesto.
Ajude também o Bairradices a divulgar estas pérolas, enviando as suas fotos para bairradices@gmail.com

terça-feira, 31 de julho de 2012

Festivais de Verão na Bairrada

Aqui há uns anos contaram-me uma anedota que relatava a paixão pela música de dois estudantes de medicina que acabaram por materializar esse gosto em várias actuações do famoso Duo Deno… mas isso era anedota, mas agora passar pela Bairrada e ver que se anunciam concertos da não menos famosa Banda Gástrica é coisa do outro mundo.

Também temos festivais de Verão pela Bairrada mas, como se pode ver, com bandas suis generis, como é o caso da Ti Maria da Peida, que a propósito esperemos que nunca encontre a Banda Gástrica num destes arraiais, senão lá se vão as atracções Peidinha e Peidona, que passam de gordas cumó caraças a subnutridas. 

domingo, 29 de julho de 2012

Rolha de regresso a Oliveira do Bairro

O primeiro rolhão que a Rota da Bairrada "plantou" no nosso território vinhateiro e que depois foi obrigada a retirar por, alegadamente, ter contraído uma infecção causada pelo bicho da cortiça (brincadeira), está de regresso a Oliveira do Bairro.

Depois de ter estado em processo de recauchutagem, desde o passado dia 13 de Junho, a famosa rolha/pórtico veio passar as férias a casa, esperando que as suas gémeas, a colocar nos outros municípios bairradinos, tenham caracter mais definitivo e se fixem de vez onde sejam "plantadas". 

Ah, para quem não sabe de que rolha falo, deixo aqui pistas... e aqui também.

terça-feira, 24 de julho de 2012

Passos Coelho visita autor do cartaz "Vai estudar... Relvas"

Luís Menezes
O Primeiro-Ministro da nação, Pedro Passos Coelho, está de visita marcada a Cantanhede nesta quarta-feira, dia 25, e apesar de se dizer que o chefe do Governo vem felicitar os cantanhedenses pelo feriado municipal (coisa pouco permitida pela troika) ou para inaugurar a EXPOFACIC, o Bairradices sabe que o objectivo da visita é outra.

Fonte bem colocada junto de Passos Coelho, mesmo ao lado, deixou escapar ao Bairradices a informação de que o Primeiro-Ministro quer vir conhecer pessoalmente o prof. José Santos, de Cantanhede, que foi autor daquele mediático post-it gigante na chegada de uma etapa da Volta a França a incentivar aos estudos o número dois (ou número um do Governo), com um sugestivo "Vai estudar...Relvas".

Para muitos, este gesto de Passos Coelho de querer conhecer um manifestante tão peculiar é rotulado de coragem, mas outros entendem que o Primeiro-Ministro apenas quer vir cumprimentar o causador de tanta gargalhada nacional, inclusivé as suas próprias gargalhas, quem sabe, nas costas do senhor sem estudos. 

Entretanto, o Bairradices está em condições de avançar que os post-it's vão proliferar um pouco por todo o concelho, tendo a sua aparição apoteótica mesmo no recinto da EXPOFACIC, pois há já quem comente que Pablo Alborán vai aparecer em palco, não com Carminho, mas envolto numa cartolina amarela, a sugerir "Vai estudar... Relvas" e no verso: "por qué no te callas???".

José Santos não pára e vai conseguindo parceiros de "peso"para o protesto e o Bairradices vai dando a conhecer esses feitos um pouco por todo o concelho, vejam alguns exemplos:
José Santos
Pedro Teixeira

Ourives
Escola Profissional

sábado, 21 de julho de 2012

Português come leitão ao pequeno almoço???

Os brasileiros importam portugueses, fornos portugueses, leitão português e vinho português... e depois chegam à conclusão que o prato é riquíssimo para os portugueses e até afiançam que nós chegamos a comer Leitão à Bairrada ao pequeno almoço.

Um cozinheiro português (da Mealhada) a arrastar a voz por causa do calor do forno (ou dos efeitos colaterais de apagar incêndios internos) e um jornalista com o nome de "Leitão" na esperança de ser comido no meio da confusão... e a paródia é completa, nem me atrevo a fazer concorrência, mas deixo o vídeo.

Vejam é de partir o coco.       

quinta-feira, 19 de julho de 2012

Cartaz famoso de Miguel Relvas tem mão de bairradino

O humor bairradino não tem fronteiras. E a prova disso é que a famosa foto que manda Relvas ir trabalhar e que circula nas redes sociais, retirada do canal Eurosport, tem o cunho de um bairradino, mais concretamente de um professor de Cantanhede.

Segundo a Revista C, aqui neste artigo, o cartaz com a crítica ao ministro Adjunto e dos Assuntos Parlamentares, Miguel Relvas, surgiu na transmissão em directo da etapa desta quarta-feira da Volta à França e… tornou-se o assunto do dia nas redes sociais, sem se saber que afinal o autor é bairradino.

O espectador gandarez surgiu na 16.ª etapa, numa das subidas mas difíceis da Volta à França, em Col du Tourmalet,  com um cartaz no qual se pode ler “Vai estudar Relvas” junto a várias bandeiras portuguesas.

O intrépido espectador, de nome José Santos, é professor e vive em Cantanhede. “A maluqueira” pela Volta França, como confessou ao Cnoticias, levou-o pela terceira vez ao Tour, mas antes de sair de Portugal, preparou o protesto contra o número 2 do Governo.

Diz a revista em causa que o prof levou a cartolina na bagagem acompanhada pelo sentido de justiça: “sou professor, estudei e não concordo com o que estão a fazer. O meu lugar está em risco”.

«De serviço “permanente” ao telemóvel, José Santos perdeu a conta aos telefonemas de familiares e amigos que o viram a empunhar o cartaz, mas dá o tempo por bem empregue. O “dois em um” (assistir ao Tour e “puxar as orelhas” ao Relvas) está garantido», lê-se no mesmo artigo.

quarta-feira, 18 de julho de 2012

Variantes gastronómicas em tempo de Verão

E porque é Verão. E porque andamos sempre a a comer a mesma coisa... e porque nem sempre conseguimos libertar-nos da rotina, aqui fica uma alternativa gastronómica Bairradina para esta época.

De facto, não precisa ser Verão, pois sabe sempre bem. Na Bairrada estamos sempre receptivos a (quase) tudo. Et voilá. Boas férias.

domingo, 15 de julho de 2012

Fúria de Madonna manda Académica para a Mealhada

O recente concerto de Madonna no Estádio Cidade de Coimbra, que acabou por não ter lotação esgotada, terá chateado (e de que maneira) a cantora pop, ao ponto de a levar a aniquilar parte do relvado, obrigando a Académica de Coimbra a fazer a uma intervenção para recuperar o tapete verde. 

Optando por destruir a relva em vez de arrancar o próprio cabelo, Madonna empurrou a Académica para outros relvados vizinhos para os encontros de pré-temporada. Quem ganhou com isto foi a Mealhada, que terá honras de quartel-general da Briosa no arranque a temporada, a começar com o jogo de apresentação, a 28 deste mês, frente ao Beira-Mar.

Entretanto, no meio futebolístico local, há desconfianças no ar em relação à destruição do relvado, acreditando-se que Madonna terá feito a coisa não por retaliação da falta de público, mas sim em troca de um cabaz de produtos das 4 Maravilhas da Mesa da Mealhada...

quinta-feira, 12 de julho de 2012

Miguel Relvas fez mestrado na Curia

O ministro Miguel Relvas, que anda nas bocas do Mundo por causa dos seus feitos (?) académicos, frequentou uma universidade na Bairrada, onde terá conseguido o mestrado em Poder Local, pelo menos passou por lá uma ou duas horas e, concerteza, pediu equivalência, que logo lhe foi deferida pelo entusiasmo demonstrado pelo governante em torno do processo de "liquidação" das freguesias.

Com este mestrado Relvas pode começar a programar o futuro, abrindo desde já a hipótese de continuar a carreira política ao serviço de uma Junta de freguesia, quem sabe uma daquelas que vai ter bonificações por agregar ou ser agregada, tendo a vantagem de poder gerir essa mesma autarquia sem perder muito tempo no gabinete, resumindo um todo mandato a apenas um ano de trabalho, tirando também partido do facto de estar à vontade nas questões do folclore e de outros assuntos associativos locais.

Para que não existam dúvidas futuras quanto ao mestrado conseguido em Anadia, o Bairradices deixa aqui a foto do preciso momento em que o amigo Cassola de Miranda Relvas defendia a tese deste seu novo patamar académico, no passado mês de Junho. 

terça-feira, 10 de julho de 2012

Carjoking à grande só podia ser na Bairrada

Na Bairrada é mesmo tudo à grande. E nem o "Carjoking" da RFM provou o contrário, pois Zé Coimbra, Carla Rocha e Nilton não fizeram por menos e tomaram de assalto uma autocarro inteiro na Mealhada e acabaram a testar a defesa da tese de mestrado da Rita, uma futura engenheira civil de Anadia.

As boas notícias é que o autocarro saiu para a estrada sem se registar qualquer tipo de greve dos condutores, mecânicos, revisores e afins e o mestrado da Rita não é daqueles manhosos de curta duraçao ou tirados ao domingo.

Alguns dias depois o Carjoking da RFM voltou à Mealhada e fez mais uma vítima. Nada mais, nada menos que o presidente da Câmara, Carlos Cabral - que aqui há uns tempos não parou quando foi abordado para um "carjoking" por um conterrâneo seu, de sobrenome Costa, à saída de uma reunião - que não escapou à malta da RFM, numa jornada que acabou por levá-los a uma unidade de enoturismo para deglutir leitão e emborcar espumante (veja-se a foto).   

Mas a loucura completa foi mesmo na camioneta da rodoviária. Vejai o vídeo.

sexta-feira, 6 de julho de 2012

Restaurantes da Bairrada reunidos para nova taxa

A Associação dos Restaurantes e Outros Locais do Género Onde se Serve o Melhor Leitão da Bairrada no Mundo (AROLGOSMLBM) está reunida para encontrar uma forma de denunciar as atrocidades cometidas contra os clientes dos restaurantes, snack-bar´s e afins, espalhados por esse país fora, atacados por talões de venda cómicos e insólitos.

Os espécimes são muitos, mesmo para além da cobrança de um copo de água, pois facturar a ocupação da mesa, a rodela de limão para um refrigerante ou mesmo a ocupação do WC é coisa que nem ao diabo lembra.

Perante isto, a AROLGOSMLBM quer publicamente denunciar essas barbaridades e promete que se tal situação persistir, começará a cobrar, em todos os estabelecimentos associados, uma taxa especial de 2 euros para o fio carrete*

* tipo de fio que também tem nome de fio do Norte, utilizado para cozer o leitão.

Aqui deixo alguns exemplos da "chica-espertice"


quarta-feira, 4 de julho de 2012

Carminho embebedou-se em Anadia

«E bebeu do vinho, e embebedou-se; e descobriu-se no meio de sua tenda»
Genesis, capítulo 9:21

Carminho arriscou e foi a Anadia actuar no âmbito da Feira da Vinha e do Vinho e terá ingerido carga etílica suficiente para descontrolar o seu GPS interno, ou quem sabe, só de pensar em fazer um espectáculo numa feira com este nome viu os indicadores alcoólicos, per si, a dispararem de imediato. Mas "tá bem", se a feira é da vinha e do vinho há que emborcar e fazer jus à causa em exposição.

Mas vamos ao facto - e agora falando sério - a consagrada fadista, no final da actuação, disse que estava muito contente e feliz por estar com o público maravilhoso de Águeda... Ops!!!

Depois de ter notado que tinha acabado de fazer asneirola da grossa (com M grande) a artista pediu desculpa às gentes de Anadia. Em resposta, ouviu-se no meio da multidão: "Tás Perdoada Marisa".

segunda-feira, 2 de julho de 2012

A Vida é uma Porra

O mais recente hit de Verão de Hélder Tanais - perdão, de TI Maria da Peida - já é quase disco de granito, pelo menos o impacto da música no nosso pavilhão auditivo faz lembrar uma pedrada daquela rocha.

A música do momento deste artista de Águeda, que retrata a situação de muitos portugueses, ou portuguesas, chama-se a Vida é Uma Porra e tem tudo para ser um êxito... gajas, penicos, funis e dinheiro. "Nosssa que biolência". Ouçam:

sábado, 30 de junho de 2012

Bairradino levantou troféu do Europeu 2012 e quase foi de "cana"

Não. Não é o Marco Soviético mas a história é semelhante.
Pelo menos, houve um português que tocou na Taça do Euro 2012 e a exibiu numa "cerimónia privada" que quase lhe custou uma esmurradela de nariz dos Stewarts guardiões de troféus.

Com tanta determinação, o afoito adepto tinha que ser português e tinha que ser bairradino. Marco Soviético,de 37 anos de idade e de Águeda, premonizando que seria o único português a agarrar o troféu não foi de fitas e toca a "gamar" o dito por segundos para fazer inveja ao 11 do seu país e aos alemães... que nem com o empurrão da vaquinha pegam na taça este ano.

Há quem diga que este aguedense, que terá levado com um enxame de seguranças em cima por pôr as unhas no troféu, terá dito, à boa maneira portuguesa e em bom tom bairradino: «Que se ... a taça que é de barro».

Marco Soviético é mais um aguedense em grande neste Euro 2012, como o foi o fervoroso Melo.

A história do Marco e do ansioso troféu em vídeo AQUI

quinta-feira, 28 de junho de 2012

O Bairradinus falhou... vamos comê-lo?

Isto de pôr animais comestíveis a adivinhar resultados é cá de uma injustiça, até porque acaba por ser pouco fiável o prognóstico, já que são mais os que se assumem favoráveis à punição dos bichos que propriamente a tirar partido do resultado. É assim um pouco como na vida, há sempre gente à espera que cometamos um deslize para nos "comerem vivos".

Foi assim com o polvo, foi assim com a vaca e agora - chui, chuif - será assim com o Bairradinus, este leitão da Bairrada que na sua curta vida não acertou uma, mas convenhamos mais uma semana e deixava de ter o peso ideal para ir ao forno. Vai haver leitão à Bairrada. Depois conto-vos.  

terça-feira, 26 de junho de 2012

Humor na Feira da Vinha e do Vinho de Anadia


Na inauguração da Feira da Vinha e do Vinho em Anadia, no passado sábado, na altura em que o presidente da Câmara, Litério Marques, discursava ouviu-se um enorme sururu, que entretanto foi apaziguado pela equipa de seguranças. Ninguém descobriu nada mas como o Bairradices não é de se ficar nestas coisas, partiu para a investigação e conseguiu a história em exclusivo para partilhar com os seus leitores. 

Mais ou menos fiel, aqui fica a origem da zaragata que só terminou dois dias depois, pensamos nós.

Tudo começou quando um indivíduo já assim para o “entrado” (bêbado mesmo) abeirou-se de um stand que expunha e servia espumante e pediu ao funcionário três tacinhas.
- Três tacinhas? - Perguntou, espantado o empregado.
- Sim, uma para mim, outra para ti e outra prá p. da tua mãe!!!

No dia seguinte, o mesmo bêbado repetiu o pedido, no mesmo stand:
- Três tacinhas...
- Três?
- Sim … três... uma para mim, outra para ti e outra prá p.. da tua mãe!!!
O empregado não foi de modas, passou-se dos carretos e aí vai disto. Pregou-lhe uma valente tareia.

Mas no dia seguinte, para espanto do empregado, o bêbado voltou. O funcionário, com um sorriso cínico e maléfico estampado no rosto, dirigiu-se ao cliente e perguntou-lhe, com ar de gozo:
- Com que então são três tacinhas de espumante, verdade?
-Não - Responde o bêbado.
-São só duas: Uma para mim e outra prá p.. da tua mãe! Para ti não, porque o álcool altera-te o sistema nervoso...

Aproveitem e visitem a feira. Concerteza que há mais motivos de interesse.

domingo, 24 de junho de 2012

Lição de patriotismo em Águeda

Sei apenas que se chama Melo. E sei que o Melo foi grande e não se deixou intimidar pela chuva num dos jogos de Portugal para o Euro 2012. Enquanto todos voltaram as costas ao jogo para procurar abrigo, o Melo mostrou garra, coragem, determinação e não arredou pé do grande monitor onde o seu onze despachava mais uma potência futebolística do planeta.

O Melo não leu uma carta aos jogadores (como fez o Guilherme), mas deu cartas na Fan Zone de Águeda, na Praça do Município, mostrando que ser adepto de uma raçuda selecção como a nossa não é para meninos.

Boa Melo. Ganda maluco. Chuva civil não molha adepto fervoroso.

sexta-feira, 22 de junho de 2012

Não é à pururuca, é da bairrada

Do Brasil acaba de chegar mais "poesia" em relação ao Leitão da Bairrada. A pérola é tão valiosa que nem me atrevo a mexer. Deixo só uma chamada de atenção para expressões como "driblar o bufê", "no espeto vai o tempero" e  "o calorzão do forno a lenha faz a pele do bicho esticar". Mas melhor é ler e perceber que comer um bom leitão com arroz de bróculos pode ser do outro mundo, aqui vai:

«Não é só de pastéis de belém que vive a Quinta do Marquês. Mas para provar mais dos sabores de Portugal é preciso driblar o bufê de comida a quilo que fica logo na entrada e procurar uma mesa para sentar no salão de tijolos aparentes ao fundo. A pedida, então, é o leitão da bairrada.

O prato é feito com porco jovem, assado inteiro no rolete. No espeto vai o tempero, feito com sal, pimenta e um pouco de páprica. O leitão é costurado para ir ao fogo fechado. O calorzão do forno a lenha faz a pele do bicho esticar, depois de o leitão ficar girando lá dentro. O resultado é algo parecido com pururuca. A pele fica, então, crocante e dourada, como se tivesse sido envernizada. A carne suculenta que fica embaixo vem à mesa já destrinchada, acompanhada por fatias de laranja, arroz com brócolis e batata frita em lâminas. Acompanha, também, o molho que cozinha dentro do próprio leitão.

O forno, aliás, é um capítulo à parte: enorme, foi importado de Portugal, assim como o maquinário para a parte de confeitaria. Se desligado, demora dez dias para esfriar completamente.

O leitão da bairrada é difícil de se achar no Brasil. É típico da região que o batiza, no centro do país lusitano. E, ao lado do pastel de belém, da alheira de mirandela, da sardinha assada, do queijo serra da estrela, do caldo verde e do arroz de marisco, é uma das sete “maravilhas gastronômicas de Portugal”, eleitas em 2011. Para figurar nessa lista concorrida, o leitão da bairrada desbancou nada menos que o bacalhau à gomes de sá, entre outros 70 pratos tradicionais».

Os créditos são do jornalista Jose Orenstein, do Estadão. Original pode ser lido aqui.

quarta-feira, 20 de junho de 2012

Lá se foi a rolha...

Para os mais distraídos, o Bairradices informa que a rolha gigante  que "estacionaram" em Oliveira do Bairro em Abril passado - e que demos eco aqui - já não se encontra naquele local. Mas descansem pois não foi roubada... também quem é que queria aquele mono em casa???

Depois de preocupados a instigar junto de quem sabe a razão de tal desaparecimento, eis que oficialmente vêm as explicações. Desta vez não se removeu a rolha para evitar que o vinho se estragasse, mas sim porque a rolha em causa não vale mesmo "a ponta de um chavo", como diz o povo. Vai daí que a malta da Rota da Bairrada, que estreou esta coisa de meter rolhas em Oliveira do Bairro e que quer fazer o mesmo em todo o território vinhateiro, decidiu remover a dita, na manhã do passado dia 13 de Junho, com a promessa de a substituir. Uma boa ideia para promover a Bairrada foi péssima na promoção da fileira da cortiça, pois o pior é que fizeram uma espécie de um genérico de rolha, quando podiam falar com o Ti Amorim e fazer uma coisa à séria.

No site da Câmara de Oliveira do Bairro pode ler-se mesmo (e agora é a sério) que "a escolha do material em que foi feito o pórtico revelou alguns problemas técnicos e por isso será substituída por outra cujo material garanta a qualidade do aspeto que se pretende", diz a autarquia, citando a Rota da Bairrada. 

Nesta coisa do mete e tira a rolha, a cidade de Oliveira do Bairro foi a primeira a receber tal monumento identificativo, que evoca a epopeia Bairradina da criação do primeiro espumante em Portugal em finais do século XIX. 

Ainda estou aqui a pensar... onde foram desencantar um saca rolhas com aquela dimensão para tirar a rolha?

segunda-feira, 18 de junho de 2012

Leitão da Bairrada prevê Portugal campeão do Euro 2012

Chama-se Bairradinus e é a última grande coqueluche da Bairrada. Para além de prever que Portugal possa chegar à final do Euro 2012, este inteligente leitão (que ameaça o futuro de Zandinga e Maya, entre outros... e que até pode beliscar a importância das profecias de Nostradamus) até se inclina para a vitória de Portugal numa final disputada com a Alemanha.

Depois do falhanço da vaca alemã (estamos a falar de uma vaca mesmo) e do Polvo Paulo - que viraram ela hamburgueres e ele um bom à lagareiro - está toda a gente a torcer para o falhanço do adivinho só para comer uma boa cabidela ou uma costela... mas este leitão ainda vai ser herói nacional.

A propósito, o Bairradices também tentou aderir a esta nova toada de escrever à malta da selecção, como fez o Guilherme, e interrompeu um treino para deixar umas linhas, mas sem sucesso, pois a carta foi censurada. Houve algum exagero aceito, mas acho que acabaram por ler a dita, pelo menos o Ronaldo, pois desde que entregámos a carta ele está irreconhecível, para melhor.

quinta-feira, 14 de junho de 2012

Fazer do desemprego uma oportunidade

Um bairradino tomou como literal a conclusão do nosso Primeiro-Ministro e dado o preço da gasolina e as escassez de pinhas nos pinhais da região, decidiu "fazer do desemprego uma oportunidade". 

Vai daí que estacionou o triciclo, deixou de gastar combustível, aproveitou as poucas pinhas e lenha recolhida e começou a fazer uns churrascões de leitão, promovendo autênticos almoços "volantes".

Um bom exemplo de empreendedorismo, sem dúvida. Agora imaginem se este bairradino tivesse uma carrinha de caixa-aberta... já estava a fornecer casamentos e baptizados. 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...